quarta-feira, 4 de abril de 2012

38 Semanas e nada de TP!!!

Nossa, um mês sem postar nada!
Não gosto de ficar tanto tempo sem postar nada, mas é que essa fase final tem tantos incômodos e até pra ficar de bobeira na net é difícil.

Queria compartilhar com vcs, blogueiras de plantão, minha super ansiedade...
Queria muito muito muito, que minha princesinha viesse logo conhecer todo mundo aki do lado de fora.
Há divergências com relação a DPP (Data Provável do Parto). Segue a lista...

Primeira ecografia (feita em 23/09/11):
37 semanas - 04/04/12   Data mínima
38 semanas - 11/04/12
39 semanas - 18/04/12
40 semanas - 25/04/12   DPP
41 semanas - 02/05/12   Data máxima

Segunda ecografia (feita em 13/10/11):

37 semanas - 29/03/12   Data mínima
38 semanas - 05/04/12
39 semanas - 12/04/12
40 semanas - 19/04/12   DPP
41 semanas - 26/04/12   Data máxima

A terceira ecografia (feita em 29/11/12) ficou idêntica a segunda:

37 semanas - 29/03/12   Data mínima
38 semanas - 05/04/12
39 semanas - 12/04/12
40 semanas - 19/04/12   DPP
41 semanas - 26/04/12   Data máxima

E pela DUM (Data da Última Menstruação), que é a que o médico mais confia, ficou assim:

37 semanas - 02/04/12   Data mínima
38 semanas - 09/04/12
39 semanas - 16/04/12
40 semanas - 23/04/12   DPP
41 semanas - 30/04/12   Data máxima




Eu fiz mais uma ecografia recentemente, mas não está aqui comigo agora, e vou precisar fazer mais uma semana que vem.
Mas de qualquer sei que a diferença de datas não é grande, mas pra mim é gigantesca. Tenho a impressão que o tempo parou, que os dias não passam, que as semanas são eternas!
Hoje ainda é 04 de Abril, ou seja, já passou a data mínima de todas as opções, mas a data máxima está muito longe, muito mesmo. Ando desorientada!

Sei que a Palavra de Deus nos diz para não andarmos ansiosos por coisa alguma, mas eu assumo que colocar isso em prática não está sendo nada fácil. Eu até fico tentando pensar em outras coisas, fico fazendo mil e uma coisas, arrumo um monte de compromissos, mas ainda assim o tempo não passa.

Já faz 3 semanas que ando sentindo cólicas no pé da barriga, tipo quando a gente tá quase pra menstruar, daí vira e mexe sinto uma contraçãozinha, daí acordo no meio da noite com uma pressão imensa no osso pélvico e penso: é hoje! Mas... Nada acontece.
O inchaço começou a me perturbar de verdade. Meus pés já amanhecem inchados e no fim do dia eles não entram mais nem em havaianas. Fora o pé, também está inchando toda a extensão da perna e meu rosto. O médico suspeitou de pressão alta, mas graças a Deus, minha pressão está sempre boa, em torno de 11x7.
As vezes que vou ao banheiro a noite, também tem aumentado. Preciso me levantar a cada 2 horas no máximo, e sinto muita dificuldade pra me levantar, pois a bexiga já está até doendo.
Não encontro mais nenhuma posição confortável pra dormir, e realmente me mexo muito, fico virando de um lado para o outro o tempo todo, mas nunca encontro a posição ideal. Se fico de barriga pra cima, me sinto sem ar, como se estivesse pressionando meu pulmão. Se fico de lado (seja do lado direito ou esquerdo), a Sarah cai toda de um lado só, e a dor vem de imediato, pois o peso dela já está bem alto. De bruços não precisa nem dizer que é impossível, né? E ainda tem os seios, que aumentaram muito de volume nessas últimas semanas, e por isso estão extremamente doloridos e sensíveis, mal to conseguindo toca-los, nem na hora do banho. Tá tenso mesmo!

Peguei minha licença maternidade segunda-feira. Tenho 120 dias corridos de folga, mas não vou usar tudo isso não, pois preciso voltar logo pra faculdade. Não gosto da ideia de ficar perdendo aula. Por mais que estou em regime domiciliar, e continuo recebendo material e fazendo trabalhos, não acho que seja a mesma coisa se eu estivesse em sala de aula. Mas eu realmente precisava dessa folga agora nessas últimas semanas, pois eu já não estava mais conseguindo ficar horas sentada na mesma posição, pegar ônibus, carregar material pesado, vestir jaleco e calçar tênis... Affff... Eu precisava mesmo dar um tempo na faculdade.

Com relação ao trabalho, já é algo mais complicado. Primeiro pq eu trabalho com meus pais, e quem trabalha com família sabe como é. Eles acham que eu tenho obrigação de trabalhar até o último momento, pois trabalho sentada e venho de carro com eles, então na cabeça deles, isso não cansa e não é esgotante. E ainda ficam me dizendo que gravidez não é doença, então não posso nem reclamar de nada. E tem mais... Eu recebo por comissão, logo, se eu não vender eu não ganho, aí lascou né?
Ai, esse é um assunto que eu não quero lidar de frente, pois sei que irei meu estressar, então estou deixando rolar... Vamos ver onde vai dar.

Gente, ando fazendo de tudo pra ver se engrena um TP (Trabalho de Parto)... Continuo fazendo aula de teatro, que por sinal é bem puxado fisicamente, arrumo casa, varro, passo pano, lavo banheiro, tomo chás (inclusive de canela), como pimenta (muuuuuuuuuuuuuita mesmo), subo e desço escadas, me agacho e levanto, daí então... Nada acontece, affffffff... Claro que faço tudo na medida do possível, né? Pq tem dias que realmente estou indisposta, mas se estou bem, faço mesmo... Mas até agora, nada!!!

Oh Lord!!! Será pra quando?

2 comentários:

  1. Calma,vc não pode ficar tão ansiosa assim,eu sei que é difícil!!Daqui alguns dias sua filhinha vai estar com vc!!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Creio que sim, e realmente tento burlar essa ansiedade todas, mas...

    ResponderExcluir